O que é planejamento empresarial?

Você sabia que o planejamento empresarial é um dos pontos principais para ter sucesso em seu negócio? Muitos desconhecem o termo, mas certamente possuem metas e objetivos para sua empresa. Entretanto, nunca os colocaram no papel por pensar que é algo desnecessário ou muito difícil de ser feito. Pois saiba que é simples fazê-lo e beneficiará bastante o seu negócio, otimizando tempo e dinheiro. Neste artigo, você irá conhecer os diversos modelos existentes e aprender a montar um planejamento empresarial com a cara do seu negócio.

O que é planejamento empresarial?

A palavra planejamento empresarial pode não deixar muito claro o que ela significa, pois parece algo muito amplo. Mas a definição do conceito é bastante simples. É um processo que procura definir antecipadamente os resultados a serem alcançados, visualizando os possíveis cenários para fazer com que isso ocorra.

Por isso, ele é indispensável em qualquer tipo de organização, seja ela grande ou pequena. Mas, é preciso ter bastante cuidado e atenção ao criá-lo, pois ele será o guia estratégico da sua empresa. Por isso, sua elaboração deve ser feita por pessoas que têm uma visão mais global do negócio, analisando fatores externos e internos, de preferência gestores de hierarquias mais elevadas.

As ações criadas no planejamento empresarial são pensadas em longo prazo, normalmente para um período de cerca de 10 anos, podendo variar de acordo com o porte e o tipo de negócio. No entanto, apesar de ser focado em um futuro um pouco distante, esse planejamento deve ser revisado e atualizado de forma contínua. Assim, não haverá grandes variações entre o planejado e o que foi efetivamente feito.

E lembre-se, apesar do planejamento empresarial ser algo um pouco formal, ele não deve ser apenas um papel guardado em uma gaveta. É algo que deve ser aplicado diariamente! Pois é preciso que todos os departamentos de seu negócio estejam funcionando em prol do objetivo de sua empresa para que você tenha sucesso. Não se esqueça disso!

Tipos de planejamento empresarial

Planejar é necessário, disso não há dúvidas. Entretanto, são muitas as formas que podemos planejar nossas ações no mundo dos negócios. Por isso, é necessário conhecer todos os tipos de planejamento empresarial, para assim escolher o ideal para seu negócio. Pode ser que você desenvolva diversos tipos de planejamentos em uma mesma empresa, pois cada um deles tem sua particularidade e podem funcionar de forma complementar para o desenvolvimento de seu negócio. Veja os principais tipos de planejamentos empresariais e os benefícios que eles podem trazer. Algumas ideias de negócios aqui.

Planejamento estratégico

O planejamento estratégico é o principal e mais conhecido dos tipos de planejamento empresarial. Assim como o nome já diz, esse tipo de planejamento requer a definição de estratégias para o alcance dos objetivos e resultados necessários, sempre focando no longo prazo. Duas perguntas simples definem o planejamento estratégico:

  • Onde quero chegar?
  • Como faço para chegar lá?

Para fazer esse tipo de planejamento, é necessário avaliar diversos fatores externos e internos, e assim conseguir formular uma estratégia adequada ao seu modelo de negócio. Uma boa maneira de fazer isso é investir em uma análise SWOT.

Esse modelo permite que você avalie diversos aspectos essenciais para seu negócio com muita simplicidade. Além disso, ele tem a vantagem de dividir as informações de um jeito claro e conciso, dando destaque às áreas chave do planejamento estratégico.

A sigla SWOT é formada pelas iniciais de palavras em inglês. Cada uma de suas letras corresponde a uma área com a qual a análise trabalha

Análise SWOT (ou Análise FOFA)

  • Strengths (Força): os pontos positivos da sua empresa;
  • Weakness (Fraqueza): os pontos negativos ou pontos a melhorar;
  • Opportunities (Oportunidades): oportunidades ou possíveis negócios;
  • Threats (Ameaças): ameaças externas que variam de acordo com cada segmento.

Como você pode ver, o método é bem tranquilo e intuitivo de colocar em prática. Por isso, ele é um dos modelos de análise mais utilizados dentro do planejamento empresarial de diversos negócios, sendo conhecido no Brasil como análise FOFA.

Entretanto, lembre-se, você não deve apenas realizar a análise, mas colocá-la em prática em sua organização. Assim, você conseguirá otimizar os processos e atingir melhores resultados. Se você perceber que o planejamento não está funcionando, pare e revise. Pois se você não fizer isso irá se afastar cada vez mais de seus objetivos.

Planejamento tático

Já o planejamento tático é bastante diferente do estratégico. Enquanto o planejamento estratégico engloba a empresa de uma forma geral, o tático está focado nos processos mais práticos, voltado à realização de ações propriamente ditas. Ele funciona de uma forma mais limitada, pois define o que cada departamento precisa fazer para atingir os objetivos da empresa. Esse tipo de planejamento permite que cada setor entenda seu papel no desenvolvimento do negócio.

Por ser um planejamento mais centrado em algumas áreas e processos, as decisões são tomadas pelos responsáveis gerais dos departamentos, como diretores de grandes setores ou gerentes gerais. Entretanto, para que esse planejamento funcione, é preciso que ele seja bem aceito pelos trabalhadores, por isso, fique atento ao funcionamento e necessidades de cada departamento ao redigir esse tipo de planejamento.

Outro ponto importante a ser mencionado sobre o planejamento tático são seus prazos. Diferente do planejamento estratégico, que trabalha com tempo de ações longos, o planejamento tático é focado no médio prazo. Suas ações devem ser aplicadas em um período de 1 a 3 anos, podendo variar de acordo com o porte e ramo empresarial.

Além disso, o planejamento tático é bem mais detalhado que o estratégico, pois ele o traduz em planos concretos e em metas alcançáveis. É com base nesse planejamento decomposto que você irá desenvolver outros planos chaves para a sua organização, como o plano de marketing, financeiro, pessoal e muitos outros. Por isso, pode-se dizer que ele é o intermediário entre o planejamento estratégico, que é bastante global, e o operacional, que é bem específico.

Planejamento operacional

O planejamento operacional é onde você utilizará as ações e metas que foram traçadas no nível tático para atingir os objetivos delineados pelo planejamento estratégico. Ou seja, nesse tipo de planejamento você terá que escolher os responsáveis por cada tarefa, calcular o prazo em que ela deve ser executada, definir o modo que ela será feita e também prever os recursos necessários. O que pode ser resumido em 3 pontos:

  • Métodos
  • Pessoas
  • Recursos

Por ter um caráter mais prático, esse tipo de planejamento trabalha com ações de curto prazo. Ou seja, a execução será, geralmente, em um período de 2 a 6 meses, dependendo da empresa.

Neste momento, não serão apenas os níveis hierárquicos superiores que estarão envolvidos no planejamento, mas sim todos da organização. É preciso que todas as tarefas, ações e operações sejam cumpridas de forma adequada, cumprindo o plano de acordo com o estabelecido, pois só assim será possível alcançar os resultados almejados.

Esse tipo de planejamento costuma ser o mais visível dentro das empresas, pois envolve um maior número de pessoas e trabalha com um prazo mais curto. Entretanto, não se iluda em pensar que somente ele será suficiente para fazer sua empresa funcionar. É preciso que haja integração entre todos os planejamentos citados anteriormente, pois esse é um processo que liga diversas áreas, setores e funções.

Planejamento estratégico situacional

Outro tipo de planejamento que vale a pena ser citado é o estratégico situacional. Ele é mais comumente ligado à questões de governo enquanto comando de processos, por isso, o PES não é tão utilizado quando se trata de planejamento empresarial. No entanto, esse modelo de planejamento estratégico é uma ferramenta vital para pensar e moldar o futuro, mesmo quando não se tem controle total sobre os resultados de sua ação.

Esse tipo de planejamento combina dois enfoques, o estratégico e o situacional. O primeiro representa a interação entre os homens na busca de seus objetivos. Ou seja, de que maneira as pessoas agem para conseguir o que querem. O segundo expõe as necessidades e demandas das pessoas envolvidas, de acordo com a situação.

Analisando isso, o planejamento estratégico situacional trabalha fazendo o levantamento das causas dos problemas produzindo um fluxograma explicativo situacional. A partir disso, você poderá realizar uma análise de necessidades e planejar como solucioná-las.

Ele é dividido em quatro momentos, sendo eles:

  • Momento explicativo: equivalente ao diagnóstico em que são selecionados os problemas e discutidas suas causas.
  • Momento normativo: são definidas as ações necessárias para resolver o problema.
  • Momento estratégico: analisar os cenários e os atores envolvidos, identificar interesses e motivações e ver a viabilidade política.
  • Momento tático-operacional: as ações são executadas, monitoradas e avaliadas.

Um ponto interessante desse método de planejamento é que ele valoriza a opinião de cada indivíduo envolvido na questão que ele precisa resolver, por isso, ele é considerado bastante democrático. Mas lembre-se, esse plano, por mais completo que seja, não deve ser aplicado com frequência em negócios, uma vez que ele tem sua utilização voltada para governos.

Como fazer um plano de negócios?

Todas os tipos de planejamento empresarial são muito relevantes para ter sucesso em seu empreendimento. Entretanto, se você está no processo de abrir uma nova empresa, é importante que seja feito um plano de negócios. Ou seja, um documento que sumarize todas as ações que foram pensadas e planejadas, incluindo os detalhes e premissas desse novo negócio.

Estrutura de um plano de negócios

Agora que você já entendeu como planejar diversos aspectos de sua organização e os tipos de planejamentos empresariais, você pode tranquilamente criar o seu próprio plano de negócios. Para isso, fique atento à algumas características essenciais que estão presentes em quase todos os modelos de planos de negócios.

  • Descrição do negócio
  • Diferenciais de sua empresa
  • Missão
  • Visão
  • Mercado e competidores
  • Equipe de gestão
  • Produtos e serviços
  • Estrutura e operações
  • Estratégia de Marketing

Estratégia de crescimento

  • Investimentos e finanças

Depois de juntar essas informações, criar um plano de negócios fica bem fácil. Basta encaixá-las em um dos modelos que mostraremos a seguir. Mas lembre-se que seu plano de negócios deve refletir a essência da sua empresa, por isso, evite copiar tudo que está escrito nos exemplos de planos de negócios sem refletir sobre a pertinência de cada ponto. Procure criar um modelo que seja só seu a partir dos exemplos que você verá abaixo.

Exemplos de planos de negócios

Caso você deseje utilizar uma estrutura já pronta, há muitos exemplos de planos de negócios disponíveis na internet para download. No entanto, é preciso ter cuidado ao escolher um, pois nem todos serão adaptáveis ao seu empreendimento. Veja alguns dos melhores modelos disponíveis para download e escolha o seu.

Exemplo de plano de negócios do Sebrae

Um bom modelo para se basear é o oferecido pelo Sebrae. Ele faz parte de um curso para empreendedores oferecido pela instituição, o Empretec. O conteúdo é super completo e o processo de confecção do plano é bastante detalhado, sendo um bom material para quem está iniciando na jornada de empreender. Você pode baixar o documento aqui.

Exemplo de plano de negócios do BNDES

Esse modelo de plano de negócio do Banco Nacional do Desenvolvimento é bem completo e explicativo, sendo considerado um dos melhores disponíveis gratuitamente. Ele foi desenvolvido para ajudar empresas da área tecnológica, principalmente os negócios voltados para inovação. Então fique atento, adaptações serão necessárias caso você não seja dessa área. Para fazer o download é só acessar o plano de negócios aqui.

Exemplo de plano de negócios da UFPE

Outro exemplo de plano de negócios bem legal é o da Universidade Federal de Pernambuco. Apesar de não estar atualizado, esse modelo é bastante completo e seu preenchimento é fácil e bastante intuitivo. É uma ótima opção para quem não sabe por onde começar. Faça o download do arquivo aqui e comece a montar seu próprio plano de negócios.

Exemplo de plano de negócios da ABC commerce

Caso você esteja procurando um plano de negócios para empresas digitais, dê uma olhada no ebook da ABC commerce. Ele é específico para quem quer abrir lojas virtuais, os famosos e-commerce. O plano é super completo, contando com várias explicações e até mesmo exemplos práticos. Veja ele na íntegra aqui.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *